O estresse: Faz bem ou faz mal à saúde?

O estresse é uma resposta física normal do organismo quando sentimos ameaçados e sob pressão.

Em pequenas doses, ele é benéfico, pois é uma forma que seu corpo reage para protegê-lo dos perigos reais ou imaginários conhecido com a reação de “lutar e fugir”, através de alterações físicas onde o sistema nervoso libera hormônios ( adrenalina e cortisol ), num processo rápido e automático, preparando as defesas do organismo e respostas físicas que aumentam a força, o vigor, o foco, quando o indivíduo sente-se em perigo, na busca de enfrentar desafios ou para salvar a própria vida.

Causas do stress

As atividades do dia a dia, a vida moderna podem deixar as pessoas sobrecarregadas e cheia de compromissos, prazos, afazeres e frustrações. Para dar conta de tudo isso, a mente entra num estado de emergência, de esgotamento e correria contra o relógio para conseguir realizar tudo num curto espaço de tempo, então seu corpo e sua mente adoecem, desencadeando o estresse.

A capacidade de tolerar o estresse depende de vários fatores e varia de um indivíduo para o outro, envolvendo fatores genéticos, inteligência emocional, relações familiares, atividade física, trabalho, condições socioeconômicas entre outras.

Fatores desencadeantes

Os fatores desencadeantes do estresse inclui desde as causas internas como perfeccionismo, pessimismo, negativismo, incertezas, falta de assertividade, expectativas irrealistas, outras. As causas externas o trabalho, estudos, família, filhos, falta de tempo, problemas financeiros, mudança de vida, perdas, etc.

Efeito do estresse

O efeito do estresse crônico pode ocasionar a sérios problemas de saúde, desde um aumento dos riscos de hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, infarto, derrame, baixa imunidade, infecções oportunistas, insônia, dores, problemas gástricos, compulsões incluindo alimentares, ansiedade, depressão, síndrome do pânico e outras.

Como tratar

É preciso aprender a lidar com o estresse, levando um estilo de vida saudável e equilibrado, através do controle e inteligência emocional, cuidando dos pensamentos, das emoções, atitudes e a maneira de vivenciar os problemas.

Há outras maneiras para controlar o estresse como técnicas de relaxamento, ioga, meditação, atividade física, boa alimentação, massoterapia, acupuntura, psicoterapia e mudanças no ritmo de vida.

Em último caso será necessário um tratamento medicamentoso.

Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *