Oito sinais de alerta para a dor de cabeça (cefaleia)

A cefaleia é uma das queixas mais comuns nos serviços de saúde (clínicas e unidades de emergência) afetam adultos e também tem alta frequência nas crianças, podem ocorrer a qualquer momento da vida.

Estima-se que durante toda a vida, mais de 90 % de toda a população (entre homens e mulheres) apresentarão pelo menos um episódio de dor de cabeça. É a primeira causa de procura por um especialista neurologista e a terceira causa nos ambulatórios de clínica médica.

Deve-se diferenciar de maneira cuidadosa uma cefaleia primária de uma cefaleia secundária. A cefaleia primária o sintoma da dor é a própria doença, as mais comuns são a enxaqueca, seguida de cefaleia tipo tensional e cefaleia em salvas.

Já as cefaleias secundárias são sintomas de uma doença pré-existente como sinusite, problemas no ouvido, olhos (glaucoma), gripes, meningites, tumores cerebrais, hemorragia ou trombose intracraniana, aneurismas e outras.

Para identificar ou excluir as cefaleias secundárias deve-se basear na anamnese, exame clínico-neurológico e em alguns casos exames complementares.

Deve-se ter atenção especial a esses oito sinais de alerta:

  • Pior dor de cabeça da vida. Inicio súbito e de grande intensidade.
  • A dor é progressiva ou não melhora com os medicamentos.
  • Início recente, contínua e nunca sentiu uma dor de cabeça como essa?
  • Dor localizada em indivíduos acima de 50 anos. Ou desperta o paciente durante a noite e ao acordar?
  • Desencadeada por atividade sexual, orgasmo ou esforço físico.
  • Houve história de trauma craniano recente, perda de consciência?
  • Há outras alterações neurológicas associadas (sonolência, confusão mental e desorientação, febre, vômitos, rigidez no pescoço, alteração visual da fala, sinais focais?).
  • História de câncer, deficiência de imunidade ou distúrbio de coagulação, incluindo uso de anticoagulantes?

Diante desse sinais e sintomas, procure com urgência uma avaliação neurológica, para orientar quanto a conduta correta mais adequada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *