Entenda o que é agnosia visual

Agnosia visual é caracterizada pela incapacidade de um indivíduo reconhecer os objetos que vê, embora nada esteja errado com o sistema visual. O sistema visual está funcionando e a percepção visual normal está ocorrendo. O problema é que a pessoa não consegue reconhecer ou nomear o objeto.

Quem sofre de agnosia, deste modo, torna-se incapaz do reconhecimento de certos estímulos que tenha aprendido. O distúrbio, por outro lado, pode provocar a impossibilidade de aprender outros estímulos.

Uma pessoa com agnosia não tem capacidade de reconhecer objetos, como por exemplo uma caneta, pessoas familiares ou a sua própria imagem no espelho.

Quais as causas desse distúrbio?

A causa mais comum de agnosia é um problema neurológico, que pode ser induzido por traumatismo craniano, acidente vascular cerebral, ou outras lesões cerebrais.

Tipos

Existem diversos tipos de agnosia, sendo que as três principais são: a visual, a auditiva, e a tátil, cada uma com a sua especificidade. Dentre as citadas, a visual é a mais frequente e com mais subtipos. Dentro desse grupo, por exemplo, temos a agnosia visual perceptiva, que é muito severa. Nesse caso, o paciente tem uma distorção do que está vendo. É como se a imagem chegasse distorcida. Já a associativa envolve uma questão mais semântica, pois o paciente é incapaz de determinar o que fazer com o objeto. Ele não sabe exatamente como utilizá-lo.

Diagnóstico

A grande dificuldade ao se deparar com um possível portador de agnosia é identificar se realmente é agnosia, já que muitas vezes essa doença é confundida por outros distúrbios, como os linguísticos, por exemplo. É necessária uma avaliação neuropsicológica, pois ela ajuda a identificar os subtipos, através de testes específicos. Após reconhecer qual caso é, fica melhor para desenvolver um perfil de tratamento adequado

Existe tratamento?

Para o tratamento, uma pessoa com agnosia deve primeiro tornar-se consciente de ter a doença. Muitas pessoas com a doença não percebem que têm um problema de processamento. O tratamento mais comum para o distúrbio é reabilitação cognitiva-perceptual. Esta terapia foca em ensinar uma pessoa outras formas de acesso à informação sobre as estradas danificadas. Ele também reforça estas novas rotas

Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *