Alzheimer é hereditário?

A Doença de Alzheimer, também conhecida como demência é a mais comum patologia que cursa com demência e erroneamente conhecida pela população como “esclerose” ou caduquice. É uma doença degenerativa do cérebro, cujas células se deterioram (neurônios) de forma lenta e progressiva, provocando uma atrofia do cérebro.

A doença afeta a memória e o funcionamento mental (por exemplo, incapacidade de raciocinar, de compreender e falar, etc.), mas pode também conduzir a outros problemas, tais como confusão, mudanças de humor e desorientação no tempo e no espaço.

Como se desenvolve o Alzheimer?

Sabemos que o mal de Alzheimer ataca preferencialmente os pacientes idosos, acima dos 65 anos, porém, suas causas ainda não foram elucidadas. Atualmente, admite-se que haja uma associação entre propensão genética e exposição a fatores ambientais ainda não reconhecidos.

O que acontece em um cérebro com Alzheimer?

O cérebro é o controlador de todo o funcionamento do corpo, e também da mente. Ele é subdividido em várias regiões, cada uma responsável por uma determinada atividade, como a fala, o caminhar, os movimentos dos dedos, a memória, o raciocínio, e outros.

No cérebro do doente com alzheimer, as células nervosas ou seja os neurónios começam a morrer, levando à atrofia da região acometida e à formação das chamadas “placas senis”. Isso compromete a função da área afectada e, no caso do alzheimer, a principal área acometida é a relacionada à memória, mas outras funções comprometidas são o raciocínio, a linguagem, a concentração, entre outras.

A evolução da doença geralmente é de 8 à 12 anos. Normalmente, o indivíduo vai apresentando deterioração lenta e progressiva de sua memória e cognição, por exemplo.

Afinal, Alzheimer é hereditário?

O Alzheimer, normalmente, não é hereditário e, por isso, quando existe um ou mais casos da doença na família, não significa que os restantes membros estejam em risco de desenvolver a doença.

Porém, existem alguns genes que podem ser herdados dos pais e que aumentam o risco de desenvolver Doença de Alzheimer. No entanto, estes genes não causam a doença, precisando estar associados a outros fatores, como idade avançada, falta de exercício mental, dentre outros.

Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *