Como prevenir cefaléias?

A dor de cabeça ou cefaleia é um problema muito frequente e uma das razões mais comuns para visitas aos médicos. Elas afetam 90% das pessoas, pelo menos uma vez na vida. Dores de cabeça afetam milhões de pessoas em todo o mundo e podem trazer uma limitação real em suas vidas diárias. O que fazer para prevenir ou tratar esse mal?

Existem cerca de 200 tipos de dor de cabeça, classificadas como primárias (quando a dor é a própria doença) e secundárias (aquelas que a cefaleia é um sintoma de outra enfermidade, como sinusite, tumor cerebral, hemorragia e meningite, por exemplo).

Todas cefaléias são iguais em intensidade?

A gravidade da dor de cabeça é avaliada por suas causas e pelo impacto na vida do indivíduo. Alguns doentes são escravos da dor de cabeça, limitando suas vidas, tornando-se dependentes de analgésicos e sofrendo as consequências físicas e comportamentais disto.

Como descobrir a causa da cefaléia?

Para o diagnóstico da condição, o médico realiza uma avaliação do paciente com perguntas sobre localização da dor, tipo (pulsátil, em peso), problemas associados (náuseas, incômodo à luz e ao barulho, alterações visuais) e o tempo de duração da crise de dor. Em seguida, faz questionamentos sobre a saúde em geral do paciente e realiza o exame clínico.

Evitando cefaléias

Para ter uma qualidade de vida melhor e evitar as cefaléias, o ideal é que o paciente reconheça e evite os elementos que desencadeiam a dor, controlando a dieta, estresse, dormindo em um horário regular, e fazendo exercícios físicos regularmente. É muito útil ter uma conversa com o seu médico e informá-lo dos sintomas apresentados, o tratamento recebido e o impacto da dor na sua vida familiar e social. Para fazer isso, é recomendado fazer um “diário da dor de cabeça”.

Como tratar esse mal?

O tratamento dependerá do diagnóstico e das causas de base estabelecidos, assim como se ela terá ou não cura. É importante lembrar que o mercado farmacêutico oferece variedades de remédios para os mais diversos tipos de dor de cabeça, contudo, não se automedique, consulte o seu médico para saber qual é o mais indicado para o seu tipo de dor de cabeça e organismo (principalmente gestantes).

 

 

Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *