Quais os mitos e verdades sobre o AVC?

Como em vários aspectos da saúde, diversas questões circundam o tratamento, a prevenção e a ocorrência do Acidente Vascular Cerebral (AVC). Porém, como algumas são equivocadas e outras cobertas de razão, a crença popular nem sempre acerta quando julga a autenticidade desses conteúdos. Confira mitos e verdades sobre o AVC!

Existem diferentes tipos de AVC.

Verdade. Existem dois tipos de AVC, o hemorrágico e o isquêmico. O primeiro ocorre devido ao rompimento de um vaso intracraniano, causando uma hemorragia cerebral. Já o isquêmico acontece em função do entupimento de uma artéria que leva o sangue para nutrir o cérebro e quando não tratada a tempo, pode ser irreversível.

AVC sempre deixa sequelas.

Mito. Os pequenos AVCs, chamados de lacuna, não deixam sequelas instantaneamente, ocorrendo de modo silencioso. Entretanto, ocorrendo ao longo da vida, a repetição da ocorrência da doença pode causar perda de memória a longo prazo. Se o tratamento for feito de maneira rápida, se a artéria foi recanalizada rapidamente, o paciente pode sair totalmente sem sequelas.

É possível perceber os sintomas do AVC.

Verdade. Segundo informações da Associação Brasileira de Neurologia (ABN) , alterações de memória, náuseas, vômitos e perda da visão, do equilíbrio e de consciência são alguns dos sintomas. Além disso, dores de cabeça e dificuldades de fala e movimento também podem ser sinais da doença.

AVC só atinge pessoas mais velhas

Mito. O problema é mais comum entre os idosos, mas acontece também entre os jovens, muitas vezes por malformações congênitas dos vasos sanguíneos do cérebro, problemas da coagulação, doenças do coração e por consumo de substâncias como cigarro, cocaína e crack.

O tempo de socorro influencia no tratamento.

Verdade. Quanto antes a vítima for socorrida, maiores as chances de sobrevivência e menores as chances de sequelas. Além disso, a Academia Brasileira de Neurologia afirma que os procedimentos realizados no hospital são fundamentais para diferenciar o AVC de outras doenças com sintomas semelhantes.

Chance de ter AVC é maior em homens do que em mulheres?
Parcialmente verdade. O gene masculino tem mais chances de ter, mas como a mulher tem uma expectativa maior e o risco de AVC aumenta com a idade, então a mulher acaba tendo um grande risco também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *